História

No começo do século XV, a beguinage - comunidade católica leiga de caráter semimonástico - de Mechelen teve uma forte presença na cidade. A beguinage tinha um “hospital” importante que está localizado na cervejaria atual. Alguns dos prédios são do século XV e XVI, como o antigo abrigo St. Bernardus da abadia de Hemiksem.

1471

Em 1471, Carlos, o Audaz decidiu que “as beguines - mulheres que optavam por devotar sua vida a orações e ajuda aos enfermos, mas sem assumir os votos típicos das freiras - e os oficiais” ficariam isentos de quaisquer taxas e impostos sobre a cerveja fabricada para o hospital.

1872

Em 1872, a família Van Breedam comprou a cervejaria e construiu uma cervejaria moderna com uma caldeira. O amor por esta profissão e o fascínio da família Van Breedam no apogeu de Mechelen durante o reinado dos Duques da Borgonha, são as bases do retorno às tradições e a cervejaria de cervejas especiais.

1990

Em 1990, Charles Leclef, quinta geração da família Van Breedam assumiu a cervejaria e modernizou os equipamentos de preparo

Charles Leclef

Hotel – Brasserie – Destilaria

Em 1990, a Het Anker inaugurou um hotel de três estrelas na cervejaria. Este é um conceito único na Bélgica. A brasserie reformulada abriu no final de 2010 e foram retomadas as visitas guiadas à cervejaria.

Também em 2010, a quinta familiar do século XVII em Blaasveld foi transformada numa destilaria de uísque. A produção do Gouden Carolus Single Malt começou nesse mesmo ano. O uísque foi lançado três anos mais tarde, em 2013, e já venceu vários prémios internacionais!

A cervejaria já atingiu uma reputação internacional e exporta para mais de 30 países. As cervejas são apreciadas no mundo inteiro. Prova disso são os inúmeros prémios internacionais que a cervejaria tem recebido ao longo dos últimos anos.