Da cervejaria à destilaria

De 1637 a 1927, a “dinastia do moleiro” Van Breedam moía e destilava grão para jenever em Molenberg em Blaasveld. Em 1872, Louis Van Breedam e sua irmã saíram de Molenberg e se tornaram cervejeiros em Mechelen. Até hoje o Molenberg ainda está em posse da família e a tradição continua.

Charles Leclef cresceu na cervejaria, mas continuou em contato com o Molenberg em Blaasveld, onde o seu tio mora. Em 1990, depois de Charles modernizar a cervejaria, ele surgiu com um plano ousado. No Molenberg, ele quis destilar cerveja para álcool: uísque. Essa destilaria se tornou a combinação perfeita entre as duas tradições de família: cervejaria e destilaria.

O Processo

Cerveja e uísque são produzidos a partir de grãos. Charles acredita em um bom malte de uísque destilado do mosto de Gouden Carolus Tripel. Esta cerveja é produzida com os melhores maltes claros e tem um caráter muito especial. Atualmente o espírito da Gouden Carolus Single Malt é destilado para maturar em um uísque com um sabor puro e balanceado e toques amadeirados e frutados diferentes. A cervejaria veio da destilaria em 1872 e hoje podemos produzir cerveja da destilaria. O ciclo está fechado.

Alguém que queira destilar uísque tem que seguir as normas técnicas. Em Blaasveld, uma unidade de produção moderna completa é vislumbrada, instalada de acordo com os padrões em vigor de uísque. Os dois alambiques feitos por Forsyths, um dos caldeireiros mais conhecidos na Escócia, criou o coração da nova destilaria.

Gouden Carolus Single Malt